sexta-feira, julho 10

Pasquim "o Nojo" escreve para Palermo


Pinto da Costa tranquilizou ontem a massa adepta do Benfica ao assumir que não pretende, nem que seja a custo zero, ficar com Reyes. O líder portista, num almoço na Assembleia da República com deputados adeptos do clube (ver peça à parte), admitiu que o espanhol foi oferecido, mas… Jesualdo Ferreira não o quis. (retirado do jornal “o jogo. Há quem lhe chame o nojo, e com razão, a atender a este naco de prosa.)

Eu sou adepto benfiquista e as palavras desse senhor são bosta. E há muito que, só quem me tira a calma são as arbitragens telecomandadas pela tranquilizante figura da terra que Mourinho, rebatizou de Palermo.
O jogo (o nojo) não sei como foi tirar essa tirada da tranquilidade da cartola? Certamente de instruções telefonadas (tipo pato). ”Como é que o Presidente quer a noticia escrita, para dar maior impacto?”. Os dragays assim vão esquecer o Lixo e o Lixa.
Até admito que o telefonema não tivesse existido, já que o sr. Manuel Tavares, velho sabujo dos donos da bola, já assimilou os processos da Palermoide figura.
Por não concordar com a manchete, sugiro para o próximo cabeçalho do o nojo:
Adeptos do Benfica cagam para Pinto da Costa.
Ou em alternativa:
Depois de Cissokho, Licho e Licha perturbam Pinto da Costa.
Mas "o nojo" tenta resolver, é obvio, e fazer crer que a “psicose” não é produto criado por pasquins como o "o nojo", com fonte no dragay press. Diria mesmo um produto de imaginação azul&bronca.. Apenas confundiu uma coisa, a tranquilidade e um termo querido noutras paragens, penso eu de que Al ku chete. Montado do Conde Cotonete.

4 comentários:

goleador disse...

Mais um tentaculo na UEFA. Fernando Gomes, da SAD dragay.
Até o pasquim Record teve vergonha e retirou a noticia. Os comentarios eram arrasadores, apesar da censura. O meu foi censurado.

bichoDEmato disse...

O treinador adjunto de Jesualdo Ferreira diz que a época que agora se inicia vai ser «diferente» para o FC Porto, por força das saídas de Lucho e Lisandro, mas lembra que a política de contratações tem «conseguido sempre reequilibrar o plantel com muita qualidade e obter sucesso desportivo». in a bola
-------------

É sintomatica a desorientação que reina nos dragays.

Depois das vendas, põem o adjunto a falar. Então o Pintelho da Bosta ficou sem palavras depois do flop Reyes?
Agora, Reforçaram a mafia na UEFA para compensar a suspensão do corrupto da CA da FPF. Com estes é que temos que ficar a pau.

mugabe disse...

O Máfias da Costa é um Cosa Nostra internacional. O gay Gomes foi destacado para o sector da UEFA e por cá tem como aliado o roto Conde Cotonete ahahahahahahahahah ganda merda de conde !!!!

águia_livre disse...

Perdoai-lhe SENHOR que o homem está caduco.

Saudações
.