quinta-feira, março 12

Eles esgadanham-se contra o Benfica


Acontecem coisas no futebol do nosso escalão maior que ninguém quer perceber ou dissecar, mas que os benfiquistas levantam como se de uma fatalidade se tratasse.
É o caso das equipas que jogam contra o SLB se desunharem, darem tudo por tudo, quando o confrontam e não terem o mesmo empenhamento e atitude quando jogam com os outros candidatos ao título. Até é costume dizer-se que os títulos se ganham nos jogos com os pequenos e que os jogos entre candidatos não são decisivos.
Neste texto um jornalista aborda a questão e confirma que tal não acontece por invenção dos benfiquistas. E este ano dado o calendário existente comprova que os benfiquistas têm razão.
10 Março 2009 - 00h30
A análise
Uma Luz que cansa
Os 'caprichos do sorteio' colocaram as equipas a jogar sucessivamente com Benfica e FC Porto e, ao fim de 21 jornadas, dá para perceber que poucas estão apetrechadas para tamanho desafio. Os resultados denunciam um 'esgotamento' frente ao Benfica, que o FC Porto aproveita de forma arrasadora.
A goleada dos dragões em Matosinhos foi apenas mais um episódio nesta sequência lógica, em que a equipa de Jesualdo Ferreira raiou a perfeição (estragada por Helton), frente a um adversário que uma semana antes, na Luz, chegara a sufocar os encarnados.
De lobos marinhos a carapaus de gato, os homens do Mar apenas repetiram o que já acontecera com outros emblemas ao longo da temporada. O Vitória empatou na Luz 2-2 e em seguida perdeu em casa com o FC Porto 0-3. O Nacional idem (0-0) e ibidem (1-4). E por aí fora, as oito vitórias fora de casa do FC Porto (24 golos marcados) aconteceram depois de jogos de grande competitividade no estádio da Luz, sugerindo três possíveis explicações:
• O Benfica está muito abaixo do FC Porto e sente enormes dificuldades perante adversários que os dragões banalizam.

• A visita ao Estádio da Luz, com toda a mediatização que envolve, esgota forças e talento para um segundo jogo consecutivo de maior exigência, embora em casa.
• A motivação das equipas é muito maior frente ao Benfica do que ao FC Porto.
Esta teoria estará à prova no próximo fim-de-semana, quando o FC Porto for visitado pela Naval, que os encarnados venceram à justa para conseguirem manter-se na cola dos líderes e à frente do Sporting.
Para trás fica uma jornada quase sem história. Foi a quarta vez nesta Liga em que nenhum dos grandes cedeu pontos, mas assistiu-se ao que pode ter sido o fim de um sonho, a queda do Leixões para fora da 'zona Europa' da classificação.

João Querido Manha

5 comentários:

mugabe disse...

É uma grande verdade Herr....a máfia pintista tem tudo montado ao pormenor, eles especializaram-se em não deixar nada ao acaso !

Anónimo disse...

os cães ladram e a caravana passa, isso ladrem, ladrem que de pouco lhes serve

Herr von Bolas disse...

mugabe,
- há cerca de trinta que trabalham no sistema. Fizeram os regulamentos, contrataram gente de confiança para todo o trabalho. Daí
Que só substuindo toda a regulamentação e formato organico de todas as estruturas do futebol é que a mafia finará. O que dantes era visto à vista desarmada, hoje ganhou requintes de malvadez, mais a mais com apoios na justiça e nos media.

Papamilhafres disse...

É ká uma fezada...
Os mafiosos estão detectados, Já vai ser dificil escaparem a qualquer pilantrice

Anónimo disse...

No tempo em que jogava é que era bom.Televisão não havia,jornais só os nossos:a bola e o record,nada de jogo...escreviam tudo o que queriam que até o jornal do benfica parecia coisa de anjinhos...cartaxanas,delgados manhas e todos esses sabujos não serviam nem para limpar o cú aos farinhas de então..ERA ROUBAR até FARTAR..Campeonatos uns atras dos outros TUDO ROUBADO e ASSIM CONSTRUIMOS O MITO..CORRUPTOS SALAZARISTAS.VOLTA AZEVEDO QUE ERAS O BENFIQUISTA MAIS SÈRIO QUE CONHECI:::MÃO DE VATA(ainda ontem o ruisinho dos tuneis me citou na sic..