segunda-feira, fevereiro 9

O ladrão no dragão ou o apito ainda toca.

Ninguém viu (os extractos abaixo confirmam) o penalti que, ontem, deu dois pontos ao clube corrupto do Porto no jogo disputado naquela cidade com o clube da Águia. Toda a imprensa não viu. Mas viu o sr. Proença o que não existiu. Mais uma invencionice que nos impediu de chegar à liderança da Liga. Um objectivo que ambicionamos e que alcançaremos não obstante todos os apitos e mafias do futebol que temos.

FC Porto 1-1 Benfica: Portistas seguram liderança com um penálti falso
Bruno Prata - Publico

Pedro Proença não fez jus ao seu antigo cartão de sócio do Benfica e menos ainda ao estatuto de membro de restrito grupo de árbitros portugueses de elite. Castigou o francês Yebda com um penálti falso como Judas (foi ludibriado por Lisandro) e que permitiu ao FC Porto empatar o clássico do Dragão (1-1) e manter-se na frente do campeonato. Um prémio demasiado alto para uma equipa portista em crise de identidade e com escassez de jogo, frente a um Benfica que chegou a ter uma facilidade insultante para controlar muitas fases do jogo.

FC Porto empatou no grande erro de Pedro Proença
Manuel Queiroz - dn

O clássico FC Porto-Benfica acabou com um empate, a um golo, mas no global o Benfica esteve mais perto de ganhar, depois de ter marcado num canto, por Yebda, já nos descontos da primeira parte. O FC Porto empatou num penálti falso - o grande erro de Pedro Proença, que estava bem em cima da jogada - já a meio da segunda parte quando o Benfica tinha o jogo controlado. Naquela altura, se não tem sido essa decisão errada, dificilmente a equipa de Jesualdo Ferreira teria condições para marcar um golo. O empate é melhor para o FC Porto, em termos pontuais, mas o Benfica sai mais vivo do Dragão, onde só teve dificuldades na primeira meia- -hora. O FC Porto empata terceiro jogo seguido da Liga em casa.

Empate: FC Porto e Benfica repetiram 1-1 da primeira volta
João Querido Manha/Mário Pereira/Luís Sobral - cm

Uma nódoa no clássico
O árbitro Pedro Proença optou ontem por ajudar o FC Porto a manter-se no comando da liga, ao assinalar um ‘penálti de sopro’ contra o Benfica, com que Lucho González anulou a desvantagem do golo apontado por Yebda à passagem do intervalo. Uma nódoa que manchou um belo espectáculo, em estádio cheio.

Águia agarra Dragão
Quique Flores soube gerir a pressão e saiu com o desejado empate. Jesualdo Ferreira mantém liderança, mas não pôde chegar à vitória.
MIGUEL AMORIM - jn

Dois golos de bola parada fizeram o resultado do clássico, num jogo que o Benfica chegou a ter controlado, mas que um penálti inexistente tratou de empatar. O 1-1 deixa tudo na mesma, mas Quique Flores terá mais razões para sorrir.

5 comentários:

magnata disse...

a mafia do PC ainda mete medo...

Seguidor Gloriosasfera disse...

vídeo "Árbitro ajuda FCP a empatar com o Glorioso Benfica" em http://gloriosasferatv.blogspot.com

invicto da boavista disse...

Sempre direi que o arbitro foi quem viu bem. Foi penalty e pronto.
viva o dragão.

Pintodeu à costa disse...

abaixo os corruptores.
Futebol sem fruta é muito lindo, sua osga de fumo negro.

águia_livre disse...

Um roubo de Cátedra

.